Declaração de voto

Apesar de todas as denúncias de corrupção – a torto e a direito – envolvendo o governo federal do PT, devo dizer que não me arrependo de ter reeleito a Dilma (dadas as circunstâncias).

Se o PSDB jurasse que não ia se aliar ao PMDB, eu até votaria no Aécio. Mas, como eles apontaram exatamente o contrário. E:
Sabendo que a política econômica do PT e do PSDB seria a mesma;
Que não haveria mudança na seca (muito causada pelo PSDB de SP e pelo PMDB do RJ – e só no SE, né? Porque quando se restringia ao interior e ao NE, não havia crise hídrica);
Que muitas investigações envolvendo o chefe do executivo não existiriam se o PT saísse do poder (Porque o que as motiva é o antipetismo da PF e do MP);
E pela opção do Aécio de se distanciar de movimentos sociais (de combate ao machismo, racismo, homofobia e desmatamento) – ao contrário do que a Dilma fez (só na campanha).
Eu votei no PT (mas só no segundo turno. No primeiro votei na Luciana Genro do PSOL).

Mas o que não entendo mesmo, é quem vota no PMDB pro legislativo. Quem faz isso demonstra que não tem noção de 2 coisas:
1 – Que o legislativo é sustentáculo do executivo; e
2 – Que o PMDB reúne o que há de pior na política nacional.